Comentários

(336)
Camila Rodstein, Advogado
Camila Rodstein
Comentário · há 2 anos
Fico feliz que tenha lido o texto todo, Frederico. Por alguns comentários de colegas aqui, creio que muitos nem se deram ao trabalho. Mas é exatamente isso: violência doméstica vai muito além da violência física (a lei Maria da Penha fala em cinco formas distintas de violência). A vítima não é sempre a mulher. Homens também podem sofrer violência doméstica, mas não estão amparados pela lei Maria da Penha. E a violência doméstica não se dá somente entre cônjuges, mas dentro de qualquer relação do âmbito familiar da vítima.
Mas vale lembrar, acima de tudo, que sair de um relacionamento onde haja violência doméstica envolve muitos empecilhos, muito maiores do que o simples "pesar prós e contras". Por essa mesma razão é tão comum vermos vítimas de violência doméstica, seja do gênero que for, sofrendo de transtornos psicológicos e até psiquiátricos, e muitas vezes precisam de um tratamento intenso para se recuperarem.

Abraço e muito sucesso!
Camila Rodstein, Advogado
Camila Rodstein
Comentário · há 2 anos
Acredito que o problema maior nem seja esse, Luiz. Na minha opinião, chantagens sempre podem ocorrer. A própria violência psicológica de que fala a Maria da Penha é caracterizada por chantagens emocionais e manipulações. Tentamos coibir, mas o ser humano é um ser complexo, e muitas vezes acabamos engessando as relações sociais se tentarmos conter todas as manifestações negativas da mente humana.
Na minha opinião, o maior problema da
lei Maria da Penha ser voltada apenas para mulheres é o fato de o homem não ter onde se socorrer quando sofre violência doméstica. Deve buscar uma Delegacia comum, porque a Delegacia da mulher não lhe oferece guarida, e muitas vezes sofre chacotas e humilhações, além de muitas vezes nem acreditarem nele. Afinal, que homem apanharia de uma mulher? Que homem másculo seria controlado e manipulado pelo sexo frágil?
Nisso o homem acaba escondendo o que está acontecendo no âmbito doméstico, e isso é muito preocupante. Toda vítima de violência sente vergonha, medo e muitas vezes está inserida em uma teia de manipulação tão grande que não é simples sair dali. O Direito, como mediador dos conflitos, deveria prover apoio e guarida a toda vítima de violência doméstica, seja homem ou mulher.,
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Botucatu (SP)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Camila Rodstein

R Benedito Rodrigues da Silva, 142, Sala Térrea - Botucatu (SP) - 18605-160

(011) 95863-87...Ver telefone

(014) 99899-58...Ver telefone

Entrar em contato